Como superar a impotência em casal

Rate this post

O estresse, as dificuldades para se desconectar do trabalho, a ansiedadeou problemas pessoais afetam o estado de ânimo das pessoas, podem provocar mudanças na vida do casal e prejudicar a sua vida sexual usando o aparecimento de disfunções sexuais, como ejaculação precoce ou impotência, que podem ser tratados em alguns casos com o Power Blue Expand que evita essas disfunções.


Embora , a priori, pode parecer que a impotência se deve a causas físicas, o certo é que as razões psicológicas têm cada vez mais peso: aumentaram as visitas às consultas sexológicas de homens cada vez mais jovens (em torno dos 25 anos) por este problema.


“As dificuldades para alcançar ou manter uma ereção com causa psicológica tendem a ser quase que exclusivamente relacionadas com a penetração. O medo de não conseguir uma ereção suficiente para a penetração é o fator mais comum entre os afetados. Esse medo aumenta os níveis de ansiedade e pode chegar a fazer com que o homem não recebe estímulos eróticos, uma vez que deixa de ver o seu parceiro e, apenas se concentra na resposta de seu pênis, assim que a ereção é improvável”, explica Marta Ibañez de Sainz-Pardo, sexóloga e psicóloga especialista em sexualidade e casal e membro da Associação Estadual de Profissionais da Sexologia (AEPS).


A especialista diz que, o homem, depois de uma má experiência em que não pôde conseguir uma ereção ou a perdeu começa a se preocupar se volte a ocorrer, fazendo com que a seguinte relação é enfrentar o coito nervoso e, provavelmente, confirme o seu medo. De fato, o temor do fracasso e o excesso de pressão por parte do casal agravam a situação.


Alguns homens dizem que o preservativo é um inimigo de sua ereção, mas não é o látex em si, o que cria o problema, mas sim o momento de colocar o preservativo; marco que o homem vê como justo antes da penetração e é o pontapé de saída para provar sua masculinidade”, apostila Ibáñez.


Passos para resolver o problema:


Esta situação pode fazer com que as relações sexuais começam a ser um momento estressante para ambos e, no final, nenhum prazer. O homem pode se sentir frustrado e zangado, e a mulher pode interpreta a dificuldade em manter uma ereção, como uma mostra de que não é atraente para o casal; se, além disso, ele vai rejeitando encontros sexuais, o seu parceiro vai acreditar confirmar sua hipótese.


Além disso, Ibáñez aponta que, em alguns casos, o homem quer verificar se a sua falta de ereção vai ligada a essa mulher em particular e cai na tentação de ter um affair. “É provável que, por não ter que provar nada a esta outra mulher, não está nervoso e, por conseguinte, a funcionar perfeitamente, com o que cria que seu parceiro já não lhe atrai”, explica.


A especialista dá uma série de dicas além do Power Blue Expand para superar a impotência:



  • Falar sobre isso abertamente e com sinceridade: compartilhar como se sentem diante da perspectiva de uma relação sexual, durante e depois dela, é o ponto de partida para que o problema desapareça.

  • Reorientar as relações sexuais: a sexóloga recomenda torná-las menos genitais e, sobre tudo, menos centradas no coito. Se o homem se sente nervoso podem fazer outras coisas que não seja imprescindível uma ereção, como o sexo oral.

  • Evitar de pensar que não tem solução e que não vai poder voltar a ter uma vida sexual satisfatória. Além de que não é assim, isso vai aumentar a ansiedade, agravando o problema.

  • Concentrar-se nos estímulos sexuais do momento, em seu parceiro ou em alguma fantasia que você curta: “Há que tentar que a atenção não se centre no seu pau. Para isso é recomendado a prática de mindfulness, que ajuda a chamar a atenção”, recomenda.

  • Por último, Ibáñez insiste em cuidar da intimidade do casal, não evitar beijos ou carícias por acreditar que podem resultar em sexo, cultivar a comunicação e sentir-se livre para dizer hoje não me apetece. “Não há que deixar de praticar a masturbação e usá-lo para retomar a confiança em sua ereção”, conclui.